Nem tudo será como dantes

Muitas pessoas começam a pensar no “depois” da pandemia de covid-19. É ainda cedo, mas também é a maneira de não se resignar à situação actual, de olhar para o futuro, sem pressas. É “ficar em casa”, mas não como prisioneiros. Esse exercício de imaginação não pode ser uma fuga à realidade, pede que comecemos a pensar no que está a acontecer-nos e ao mundo que conhecemos antes da pandemia. Depois disto, o que vai acontecer? Voltaremos a fazer as

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Santa Páscoa 2020!

A Páscoa de milhões de cristãos em 2020 será muito diferente. Devido ao isolamento para evitar o Covid-19, em muitos países não será possível participar nas celebrações litúrgicas do Tríduo que recorda a paixão, a morte e a ressurreição de Jesus.  Em 2020, no silêncio e na oração somos confrontados com o medo, a estranheza e a fragilidade que nos aproxima da experiência de Jesus. Votos de Santa Páscoa!

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Seis meses depois . . . Manuela Silva

| Autor: Fernando Gomes da Silva |
Nesta Semana Maior, a marcar o fim de uma Quaresma estranha, acontece hoje dia 7 o sexto mês sobre a partida da Manuela para Deus. A memória dos Homens é sempre guiada por períodos “redondos” e seis meses é um desses períodos.

Tenho-a recordado, muito frequentemente, ao longo deste “estranho episódio” de uma Quaresma vivida em total isolamento longe das cerimónias, habitualmente, vividas ao longo desta época. Longe de todos, mas em perfeita ligação com a comunidade dos filhos do Pai que a Ele suplicam nesta hora dramática para a humanidade.

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »
Francisco caminha na Praça de S. Pedro vazia. 27.03. 2020 - Oração pelo fim da pandemia Covid-19 e benção Urbe et Orbi

“Porque sois tão medrosos? Ainda não tendes fé?… Não tenhais medo!”

O mundo parou nesta sexta-feira para rezar com o Papa Francisco pelo fim da pandemia do coronavírus que continua a ceifar vidas humanas em todas as partes do mundo. Numa Praça de São Pedro completamente vazia, Francisco rezou com o mundo e na sua homilia recordou-nos  que “abraçar a sua cruz significa encontrar a coragem de abraçar todas as contrariedades da hora atual, abandonando por um momento a nossa ânsia de omnipotência e possessão, para dar espaço à criatividade que só

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Rezar a Quarentena

Tolentino de Mendonça  No nosso imaginário contemporâneo o termo “quarentena” remete-nos para mundos recuados, que a modernidade superou. A ideia de metrópoles inteiras em quarentena constitui uma absoluta estranheza. Não admira, por isso, que a primeira reação seja a de desconforto e medo. Aqueles que – movidos por motivações religiosas ou por escolhas conscientes de vida – aprenderam a tornar fecunda e solidária a própria solidão fizeram antes um percurso preparatório, educaram o seu coração nesse sentido. De facto, essa

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Tentação e Mistério

“O caminho no deserto quaresmal é um caminho de caridade em direção aos mais fracos” – Papa Francisco – Itinerário de Quaresma. 2020 [+] → Durante o carnaval são representadas, em clima de festa, metáforas e caricaturas da vida. Também no quotidiano, sem festa, disfarçamo-nos perante nós e os outros e manifestamo-nos fortes quando sabemos que somos vulneráveis; fazemo-nos resistentes quando estamos interiormente devastados; mostramos coragem quando o medo nos paralisa; escondemos as angústias, os desgostos, as perdas, os fracassos,

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Amizade – a surpresa que permanece

Num tempo em que as comunidades se estabelecem preferencialmente em redes virtuais, em que muita gente experimenta relacionamentos de geometria variável, em que a comunicação é vertiginosa, proveniente de entidades com interesses pouco transparentes, muitas vezes baseada em informações manipuladas, onde o conhecimento se torna difícil de processar e somos constantemente solicitados à mudança de paradigma… Quais são as nossas âncoras? O que permanece?

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Evocação de Manuela Silva

A fundadora da Fundação Betânia – foi Professora catedrática convidada do ISEG, tendo recebido em 2013 o Doutoramento Honoris Causa pela Universidade Técnica de Lisboa. Foi coordenadora do GES, desde o início da respectiva actividade.
Personalidade de referência, a nível nacional e internacional, desempenhou vários cargos e publicou diversos estudos reveladores da sua profunda preocupação com uma economia solidária e sustentável, a justiça social e a luta contra as desigualdades, a pobreza e a exclusão social. Foi uma activa militante católica, tendo-se batido por uma participação acrescida das mulheres na vida da Igreja e pelo maior envolvimento dos cristãos na Doutrina Social da Igreja.
Durante a sessão evocativa vão ser ouvidos testemunhos de personalidades que com ela conviveram, trabalharam e aprenderam, nas áreas que mereceram uma atenção esclarecida por parte de Manuela Silva e onde ela deixou desafios que têm a ver com o nosso futuro.

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »
Lótus

A Paz como caminho de Esperança

Na última década do século XX, perante o final da guerra fria, havia sinais de esperança na construção da paz que não foram completamente aproveitados. Pelo contrário, alterado o “equilíbrio do terror”, parece cada vez mais complexa, frágil e ameaçadora a situação internacional. O avolumar de apelos ao radicalismo, os discursos ameaçadores, o terrorismo, os problemas ambientais, as crises humanitárias, o recurso à violência urbana e doméstica, as perseguições, os desequilíbrios socioeconómicos, a exploração mediática do sofrimento, etc. fazem-nos sentir

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »
Presépio – artesanato português.2019 - © portugalidades.pt

Natal 2019

que um arcanjo ilumine o nosso caminho
ao menos uma vez!
que o arcanjo que velava à cabeceira da Criança
nos ensine a força da fraqueza,
a doçura irresistível dos não violentos,
a lei do perdão

que a Criança nos ensine
que o amor de adoração é sempre partilhado,
comunicativo

que o arcanjo ilumine o que nos faz
sempre partir: um rosto, a sede de justiça, o choro
ou a fome, a cegueira dos olhos
ou do coração,
Deus que nos moves para a adoração
e o louvor neste fim de tarde
e que alumias o mundo
José A. Mourão

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »

Alegria! Deus está connosco.

“Esperar o Senhor velando e orando significa fazê-lo reinar sobre o nosso hoje e conhecer, portanto, a sua vinda já, aqui e agora.” Luciano Manicardi. 2018 A palavra “Advento” deriva do latim “adventus” que significa vinda, chegada. Com esta palavra a Igreja designa o tempo em que os cristãos esperam a vinda de Cristo que se festeja no Natal. O Advento começa quatro domingos antes da grande festa cristã do Natal. Este tempo é de preparação marcada pelo simbolismo da

Print Friendly, PDF & Email
Ler mais »
Print Friendly, PDF & Email
Contactos
%d bloggers like this: