Lótus

A Paz como caminho de Esperança

Na última década do século XX, perante o final da guerra fria, havia sinais de esperança na construção da paz que não foram completamente aproveitados. Pelo contrário, alterado o “equilíbrio do terror”, parece cada vez mais complexa, frágil e ameaçadora a situação internacional. O avolumar de apelos ao radicalismo, os discursos ameaçadores, o terrorismo, os problemas ambientais, as crises humanitárias, o recurso à violência urbana e doméstica, as perseguições, os desequilíbrios socioeconómicos, a exploração mediática do sofrimento, etc. fazem-nos sentir medo. Estamos impotentes, paralisados, indiferentes? Durante a sua recente visita

Ler mais »
Presépio – artesanato português.2019 - © portugalidades.pt

Natal 2019

que um arcanjo ilumine o nosso caminho
ao menos uma vez!
que o arcanjo que velava à cabeceira da Criança
nos ensine a força da fraqueza,
a doçura irresistível dos não violentos,
a lei do perdão

que a Criança nos ensine
que o amor de adoração é sempre partilhado,
comunicativo

que o arcanjo ilumine o que nos faz
sempre partir: um rosto, a sede de justiça, o choro
ou a fome, a cegueira dos olhos
ou do coração,
Deus que nos moves para a adoração
e o louvor neste fim de tarde
e que alumias o mundo
José A. Mourão

Ler mais »

Alegria! Deus está connosco.

“Esperar o Senhor velando e orando significa fazê-lo reinar sobre o nosso hoje e conhecer, portanto, a sua vinda já, aqui e agora.” Luciano Manicardi. 2018 A palavra “Advento” deriva do latim “adventus” que significa vinda, chegada. Com esta palavra a Igreja designa o tempo em que os cristãos esperam a vinda de Cristo que se festeja no Natal. O Advento começa quatro domingos antes da grande festa cristã do Natal. Este tempo é de preparação marcada pelo simbolismo da espera e da alegria. O Advento fica marcado por Maria,

Ler mais »
Manuela Silva - Presidente da Fundação Betânia

Na palma da mão de Deus

Homenagem a Manuela Silva
O seu percurso continuará a inspirar-nos!
Assim, o Escrito de Betânia, de Novembro de 2019, é uma simples homenagem construída pelos actuais membros dos corpos sociais da Fundação Betânia.
Partilhamos também um conjunto de testemunhos e homenagens promovidas por outros amigos/as e colaboradores.
Deixamos ecoar a voz da amizade, fazemos memória de inúmeras conversas, de muitas iniciativas que com ela construímos.

Ler mais »

Ampliar as perguntas e ser coerente com as respostas

Quem aceitou a proposta de Francisco de dedicar o mês de Setembro ao aprofundamento da Laudato Si’ e procurou fazer gestos de mudança com vista a uma conversão ecológica integral, tem agora a responsabilidade de levar por diante a reflexão e a correspondente acção. – Manuela Silva. Outubro 2019

Ler mais »
partilhar o pão

A fraternidade é a nova fronteira do cristianismo

A fraternidade é a nova fronteira do cristianismo (…) a Igreja é uma fraternidade em que se vive o amor fraterno. (Enzo Bianchi) Se nos mantivermos minimamente atentos ao que se passa no mundo à nossa volta, damo-nos conta de que vem crescendo uma onda de violência nos países ditos modernos e civilizados. Violência sob as mais diversas formas: violência doméstica que pode atingir o cume da crueldade e da barbárie, mas também violência institucional manifestada em relações laborais injustas e políticas atentatórias de direitos humanos e da protecção devida

Ler mais »

Os estranhos caminhos da felicidade

Este é tema a que a Fundação Betânia tem dedicado grande atenção desde os seus começos, Assim, no final de 2008, um pequeno grupo de amigos procurou reescrever os caminhos para a felicidade, inspirados nas bem-aventuranças proclamadas por Jesus de Nazaré no Evangelho.
Partilho convosco esse enunciado escrito em 2008, com o propósito de incentivar o leitor/leitora a aproveitar estas férias de verão para re-escrever, individualmente ou em grupo, o que entende ser os estranhos caminhos da felicidade apropriados ao tempo presente.

Ler mais »

Um gesto profético: Pacto mundial por uma economia que faz viver e não mata

“Nós tentámos dizer a nós próprios que progresso queria dizer crescimento e que crescimento significava bem-estar, mas o que a crise ambiental tem revelado é que o crescimento sem limites é a maior ameaça ao nosso bem- estar”. (George Montbiot)

Não por acaso o Papa Francisco escolheu o dia 1 de Maio (dia mundial do trabalhador) para lançar ao mundo um desafio profético: a concretização de um pacto mundial por uma economia que faz viver e não mata; uma economia diferente, que humaniza e que cuida da criação; uma economia que não exclui nem descarta pessoas e povos.

Ler mais »

A fé é uma travessia

O Senhor começou uma história de amor com as pessoas e quer abraçar toda a criação nesta história. A maneira de lutar contra o mal, que nos ameaça e ameaça o mundo todo, só pode residir no nosso ingresso neste amor em última instância. Esta é a verdadeira força contra o mal, já que o poder do mal surge da nossa recusa em amar a Deus. (Bento XVI)

Ler mais »

Um novo dinamismo de mudança

Manuela Silva Abril 2019 A conversão é a inversão da rota do navio que, se continua assim, vai direita às rochas. Não serve fazer a conta dos bons e dos maus, é preciso reconhecer que é todo um mundo que tem de mudar de direção: nas relações, na política, na economia, na ecologia. (Ermes Ronchi) Diante de alguma calamidade natural, acto de terrorismo, doença grave, morte prematura, sempre surge a interrogação: Onde está Deus? Esqueceu as suas criaturas ou está, porventura, a castigar os seus desmandos? Quer manifestar a sua

Ler mais »
Contactos
%d bloggers like this: